sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

O Porquê eu escrevo ? / Retorno do Blog

Bom esse é o primeiro texto deste ano uhuuuuuu, eu estou precisando/querendo voltar com o blog e aproveitei o incentivo do grupinho lindo que participo chamado "Vai um café?" participando da "Volta Coletiva" (Mesmo não participando da votação, porque tinha "regrinhas" e algumas regras são feitas para mantemos nossa sociedade mais íntegra huahuahuahuhaua filosofando aqui), então aproveitei esse incentivo da turma toda para me animar para escrever e nos últimos minutos aqui estou eu escrevendo sobre o assunto escolhido......  


Então eu realmente amo escrever, mas nem sempre foi assim (Sério odiava redação), na época do ensino fundamental, que fazem muitos anos atrás huahuahuahau, eu odiava quando os(as) professores(as) de língua portuguesa chegavam na sala e falavam:

     - Hoje terá que fazer uma redação sobre o tema.....

Nossa, eu odiava tanto ter que escrever, talvez porque a gente tinha que escrever sobre algo que mandavam e não conseguia usar tantooo minha criatividade assim O.o....

Meu terror era tanto que eu chegava a aumentar a letra para dar o mínimo de linhas que era requisitado ( Crianças não façam isso huahuahuah, não era um bom exemplo a seguir hein )

Mas até que chegou a fase do ensino médio, e o que vem junto com o ensino médio ? Exatamente época de vestibular, escolher uma profissão, a hora de ingressar na faculdade. E fica aquela loucura estudar várias matérias, algumas mais complicadas por causa do ensino devassado ( Quem estuda em escola pública entende como é hastag triste), e eu estava super preocupada em passar no vestibular, consegui uma boa bolsa de estudos ou entrar em uma faculdade pública ( Porque faculdade é caro né gente, bem caro )  mas aí um belo dia em uma aula de língua portuguesa, uma professora minha comentou que redação vale 50% da nota em vestibulares, foi ai que eu fiz aquela carinha de meme do tipo: E agora ??? 

Na hora eu pensei rápido, foi como uma luz no fim do túnel, o que seria mais prático para eu agilizar reaprender todas as matérias, especialmente aquelas que mal entendia, tipo química, geografia ou treinar redação muita redação....

Sim escolhi treinar redação, me aprofundei bastante em regras gramaticais, tipo o famoso dilema da regrinha dos porquês, onde usar crase, as conjunções, o emprego de mim e eu, enfim várias regras da nossa língua portuguesa e comecei a escrever sobre tudo, e aos poucos me apaixonando pela escrita e isso me rendeu muitos frutos, tanto que já tirei altas notas em vestibulares na redação, entrei na faculdade pública por conta da redação e já estou indo para meu terceiro livro ( Os dois que eu terminei ainda não publiquei, mas estão prontos) e hoje sou apaixonada pela escrita, apaixonada mesmo, se eu fizer um concurso público que tenha redação, fico feliz demais da conta a ponto de quase querer abraçar o edital huhuahuaha

Então com essa paixão pela escrita, achei que não deveria parar e deveria fazer disso um hobby e foi assim que criei o blog, achei que deveria escrever e que queria que as pessoas lessem o que eu escrevia, queria até incentivar as pessoas.....

O motivo de eu começar a escrever no início foi apenas paixão, ficava no anonimato direto, até que assumi que tinha o blog, aí também pensei assim, sabe aquele momento que estamos na internet e lemos algo inspirador ? Algo que até nos move um pouco ? Ler coisas assim na internet é tão bom para a alto estima das pessoas e comecei a pensar no que eu poderia escrever, comecei por meio ambiente, porque sou daquelas paranoicas com meio ambiente, encho o saco para caramba se vejo a pessoa jogar lixo no chão, encho o saco com copinho descartáveis, porque eles demoram 50 anos para se decompor na natureza, tanto que sempre tenho minha própria caneca na bolsa ( Na verdade tenho várias canecas em casa que já estou até com medo de chegar com mais alguma e ser expulsa de casa hauhauhauahuha), depois comecei a escrever sobre coisas engraçadas, depois sobre experiências na vida que passei e como superei, porque ás vezes tem pessoas que passaram por coisas parecidas com a gente  e lendo sobre pode ser que ajuda aquela pessoa, depois comecei a ensinar artesanato também ( maioria com coisas recicláveis porque sim né ), também coloquei músicas traduzidas no blog ( Já que amoooo estudar inglês) e pretendo escrever muito mais coisas....


Enfim esse é meu retorno no blog, espero consegui toda semana escrever sobre algo, e quem está na época da escola por favor gente, todas as matérias são importantes hein, por mais que algumas pessoas tenham mais afinidade com biológicas, humanas ou exatas aproveitem o máximo que puderem de cada matéria, sei que foquei mais na redação mas sempre que posso dou uma estuda em diversos assuntos...


E lembre-se apaixone-se por algo que você goste e lhe faça bem......

sábado, 19 de novembro de 2016

Será que você estava feliz ?

Bom essa postagem eu não achei que um dia iria escrever, mas essa é a mágica de escrever, seus pensamentos aparecem do nada...

Bom eu estava analisando meu blog e algo me decepcionou, pois a última postagem foi dia 26 de julho de 2016...

Mas algo me fez pensar, mesmo desatualizado há pessoas curtindo minha página e isso me deixa muito feliz e emotiva e me faz se sentir especial ( obrigada pessoinhas que curtem, obrigada de coração)

E eu estava analisando o porquê de tanto tempo sem escrever, geralmente sempre são os mesmos motivos, como faculdade e a aterrorizante semana de provas, mas acorda né Renata você já está for-ma-da ---'.

Dia 26 de julho foi quando completei uma semana no serviço e porque depois disso eu não escrevi mais ?

Vamos aos fatos estava formada, trabalhando de segunda a sexta apenas e porque qual motivo eu não estava mais escrevendo ?

Bom eu estava vivendo a vida de forma errada,  entrei em piloto automático e nem percebi, estava feliz por ter um emprego, mas e aí será que estava feliz mesmo ????

Depois de 3 meses percebi que não estava feliz e como percebi ? Pela injustiça de ter sido desligada sem motivo nenhum, não fiz porcaria nenhuma errada e do nada eu e minha colega fomos desligadas ? ( Não vou entrar em assuntos de machismo aqui, mas teve um pequeno machismo na empresa sim )

E lógico que para cair a ficha foi em uma sessão com a minha psicóloga, percebi que havia muitas coisas erradas lá, tinha coisa que me irritava (como você trabalhar com tecnologia e seu supervisor não saber nem mexer no word), tinha pessoas que tratavam os funcionários como crianças ---' , falta de bom senso e usar fones de ouvidos, piadas de mal gosto ( algumas bem preconceituosas e já nem podemos considerar piada porque passou o nível )..

Agora estou desempregada de novo, mas não sou a única no mundo, e sei que o jeito é correr atrás de novos caminhos, afinal nada é por acaso.

Talvez tenha sido melhor para mim, essa mudança e lembrar que você vale muito mais que uma empresa.

As vezes precisamos parar, respirar e começar tudo de novo.....

As vezes achamos que sabemos o que queremos para nós mesmo, mas a vida nos surpreende e nos traz algo melhor....

E eu escutei recentemente nos Simpsons, uma frase que mexeu comigo " Que a vida nunca fecha uma porta sem abrir uma janela"

E é isso que tenho em mente....

Recomeçar a minha vida....

terça-feira, 26 de julho de 2016

Não me conte mentiras‏

Sou uma pessoa que valoriza muito a questão de confiança, tanto que hoje em dia são poucas pessoas que confio, acho que posso contar nos dedos da mão a quantidade.
Duas coisas que odeio nesse mundo são falsidade e mentiras, cara se eu vejo uma pessoa sendo falsa fico com nojo e já dá para prever que não é de confiança pois se ela é falsa com uma pessoa quem garante que não será falsa com você? Difícil né.

Agora mano, mentiras...

Não aceito mesmo e isso mexe com a minha confiança e quando descubro a verdade (sempre descubro , acho que eu seria uma boa detetive) a casa cai para a pessoa, com certeza meu tratamento vai ser diferente, e raramente vou confiar de novo, pode ser uma mentira boba eu não aceito de jeito maneira, pode ser tipo eu deixei o lápis emprestado com a pessoa e ela quebrou, eu sou cuidadosa com minhas coisas, e as pessoas podem ficar com medo de me contar o motivo real, mas assim vamos supor que a pessoa quebrou meu lápis porque jogou no chão e vem me falar que o lápis desapareceu, eu não ficaria com raiva se ela falasse que jogou no chão e quebrou só ia falar poxa tenha mais cuidado mas ia tá em paz, mas se ela falar que desapareceu e não for verdade aí é cutucar a onça com vara curta.
Uma pessoa mentiu para mim, de uma forma que me machucou muito, tipo essa pessoa perdeu um evento muito importante na minha vida e falou que teve médico, e eu descobrir que não foi verdade por conta de redes sociais, sabe eu preferia que a pessoa falasse que não queria ir do que mentisse, porque ninguém é obrigado a nada, e por conta da mentira me afastei porque é esse o estrago que causou.

Sou uma pessoa muito desconfiada, talvez por experiências da vida que me tornaram uma pessoa mais forte, eu raramente confio em alguém, odeio contar detalhes da minha vida, odeio contar meus planos que ainda não foram realizados, então a pessoa que eu confio deve valorizar muito, deve ter algo muito forte para eu ter confiado nela, e também para eu abrir meus sentimentos com ela, mas também aquilo, se pisar na bola, mexer no código da confiança, já era mais um para a listinha dos que não contarei mais nada, porque confiança é igual a papel, uma vez amassado nunca mais será o mesmo

Então a mentira dói muito, odeio viver uma hipocrisia, a reação que eu tenho em relação a mentira é bem complicada, sabe a lei da ação e reação né, funciono dessa forma.

domingo, 17 de julho de 2016

O que você quer ser quando crescer ?


Eu acho que muitas pessoas já escutaram essa pergunta na infância, mas eu acho que quando somos crianças é meio cedo decidir o que realmente que ser no futuro. Acho que na época da infância devemos nos preocupar em brincar, ver desenhos, em realmente ser criança. Lógico que sempre temos aquela ideia de querer ser algo por nos espelharmos em alguém que conhecemos, mas será que o que queríamos na infância é o que se tornamos quando adultos?

Cada caso é um caso é obvio, tem pessoas que já sabem o que querem ser desde pequenos e tem outros que decidem bem depois da época do ensino médio, e tem aquelas pessoas que vivem mudando de ideia a cada ano (eu fui dessas huahuaha).

A escolha da minha profissão foi bem complicada, pois a cada ano eu mudava de ideia, eu mexo com computador desde meus 5 anos de idade (Nerd desde cedo huhuahuah), e minha mãe sempre falava que eu iria fazer faculdade de computação ( E não é que a mulher estava certa :O) , ela falava isso direto na minha infância e mesmo o sonho dela era que eu fosse nutricionista ( Foi mal ai mãe, mas você sabe que sou um desastre na cozinha huahuahau), e eu nunca assumia que queria fazer informática, sempre falava que não era isso que eu queria mas hoje sou Analista de Sistemas e amo muito a minha profissão.

Mas antes dessa escolha toda eu passei por diversas mudança, foram várias escolhas até chegar o ponto certo aqui está até uma listinha das profissões que eu pensei em ser :


  1. Professora ( dos 5 até os 9 anos, pois adorava brincar de escolinha e sempre queria ser a professora)
  2. Bailarina ( dos  9 aos 11 anos , pois estava fazendo ballet e tinha criado uma paixão enorme por essa dança)
  3. Veterinária (dos 11 aos 14 anos, sempre amei os animais e queria poder salvar todos)
  4. Juíza ( dos 15 anos aos 18, época que o feminismo surgiu na minha vida, comecei a me apaixonar por leis e direitos e queria fazer faculdade de direito)
  5. Educação Física (19 anos, eu era apaixonada por natação pois foi o esporte que fiz minha vida toda -- tipo dos 8 aos 22 anos e queria muito seguir essa área de esportes )
  6. Jornalista ( 20 anos, comecei a criar uma paixão enorme pela escrita, amo escrever até hoje e queria ser jornalista, para escrever, mexer com câmeras e etc..)
  7. Produtora de Audiovisual (21 anos, começou a surgir meu amor pelas artes em geral e queria juntar tudo isso com a escrita)
  8. Analista de Sistemas (21 anos, foi quando eu do nada percebi que informática era algo que eu tinha facilidade de mexer, na verdade foi quando caiu minha ficha pois mexia com computador a vida toda e decidir segui essa área e foi quando consegui entrar na FATEC, onde sou formada).


Com todas essas experiencias de escolha de profissão, fui percebendo que não adianta você achar que qualquer profissão está boa só porque é o que a sociedade quer que você faça isso acho que nossas escolhas devem ser feitas com o nosso coração, porque é isso que iremos lidar a vida toda teoricamente, e a faculdade não é fácil como parece ser, então você tem que está decidido com sua escolha, porque para você e ir até o final tem que está gostando e ser feliz com o que exerce, no inicio da faculdade eu achei que não era isso que eu queria mas hoje quando começo a rever a matéria da faculdade percebo que fiz a escolha certa e estou muito feliz com isso.

Entra na hora da escolha da sua profissão, pense com carinho e queira o que você realmente ama, vale a pena.......






quarta-feira, 13 de julho de 2016

Dia Mundial do Rock

Então Sociedade Chupaaaa essa, os rockeiros tem uma data em homenagem ao estilo musical, huhauhuhauhauha, somos feras.....

Essa data é celebrada todo ano e foi escolhida em homenagem ao Live Aid,(Um megaevento que aconteceu 13/07/1985, que foi organizado por Bob Geldof e Midge Ure , o objetivo era arrecadar fundos em prol fim da fome na Etiópia.Os concertos foram realizados no Wembley Stadium em Londres e no John F. Kennedy Stadium na Filadélfia )

Essa celebração é uma referência a um desejo expressado por Phil Collins, ele gostaria que aquele fosse considerado o "Dia Mundial do Rock". E contou com grandes artistas do gênero, como Queen, Mick Jagger, Keith Richards,Ronnie Wood, Elton John, Paul McCartney, David Bowie, U2, The Who, Status Quo, Led Zeppelin, Dire Straits, Madonna, Joan Baez, David Bowie, BB King, Sting, Scorpions, Phil Collins, Eric Clapton e Black Sabbath.


Esse estilo musical, tem uma grande influência na minha vida, eu meio que escuto rock acho que desde que estou na barriga na minha mãe ( e ela também assistia filmes de terror na gravidez, mas isso fica para outra história huahuhua), então desde pequena estou acostumada com esse estilo de música, sempre escutei The Beatles, Queen, Ac Dc, Rolling Stones, e também aquelas músicas clássicas de filmes sabe(tipo do filme Dirty Dancing, que não tem muito a ver com Rock mas escuto direto essa músicas)

Se uma pessoa fosse xeretar minha playlist do Spotify, iria achar que aquela conta é de uma pessoa de 60 anos, mas não é, é de uma pessoa de 27 anos (Bom lembrei de um fato de que divido minha conta do Spotify com meu namorado, então iria achar algumas músicas bregas lá, meio depressivas, meio chatas, mas enfim gosto não se discute e quero ver ele reclamar por eu escrever isso, se ele reclamar pelo menos vou saber que ele teve a decência de ler meu blog ¬¬, deixa eu focar para o foco do texto hahuhuaha.), porque eu meio que cresci ouvindo essas músicas e adoro ter tido essa experiência porque essas músicas me fazem muito bem, especialmente nos dias que estou com crises depressivas eu pego meu fone de ouvido e esqueço o mundo, fator importante odeio esquecer os fones de ouvido em casa, me deixa na bad e irritada demais.

Independente do estilo musical, acho importante a pessoa criar uma "trilha sonora" para seu cotidiano, isso te faz bem, te ajuda muito, eu por exemplo tenho trilha sonora para tudo, como para pegar o busão, estudar, trabalhar e etc....

Um fato curioso meus despertador é a Música Sweet Dreams - Marilyn Manson, e sim essa música me dá um up para começar um dia, e no dia do meu casamento quero entrar com a música tema dos jogos mortais huahuahauah

Por mais que o post aqui um pouco de rock, acho importante a pessoa acrescentar música na vida, faz bem para alma, mas lembre-se que temos que respeitar que temos gosto diferente de todo mundo e quem ninguém é obrigado escutar as músicas que você gosta, porque se a outra pessoa não gosta ela vai ficar desconfortável e não é legal deixar as pessoas desconfortáveis né, e sempre é bom lembrar de usar fones de ouvido para suas músicas pessoais, por favor gente, especialmente no busão, bom se for em uma festa a gente releva né.....